sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Canta-me

Desejo teus jovens sorrisos
teus furtivos olhares
tua voz em meu ouvido

Teu toque é distante ideia
que me traz arroubos de desejos
que eu não sabia mais ter em mim

Canta-me tua canção
chama-me tua pelo nome
enquanto nas cordas do violão
teus dedos imaginam minha pele