quarta-feira, 24 de março de 2010

Vontade

Pulsa em mim uma vontade
que às vezes não sei bem do que é.
Passo dias angustiada
na garganta eu sinto um nó,
o estômago arde em fogo,
minha cabeça prestes a explodir.

A inquietação do que eu quero sem saber
ou quero e não sei admitir:
eu quero voar pra bem longe
e se eu pudesse escolheria sumir.

Quero um mundinho só meu
onde eu possa sentir medo à vontade
onde eu possa voltar a sorrir
onde eu consiga encontrar minha verdade.

Sinto-me morrer a cada dia
vivendo sempre em concessão.
A minha maior agonia
é nunca conseguir dizer não.

Coragem talvez seja o que falta
pra encontrar a vontade perdida,
pois agora eu vejo toda minha vida
no meio da palma da mão.

segunda-feira, 15 de março de 2010

Sei lá... (14)

... porque às vezes eu sinto saudade
do tempo em que a minha felicidade
era ter um quarto com uma janela pro céu...

[sem nome]

Cansei do discurso vazio
Cansei de viver à sombra dos outros
Cansei de não ter nome
Cansei de ser "tu, guriazinha"

Chega de falar pela boca de outro
Chega de não conseguir imaginar
Chega de perder a capacidade
Chega de remar na lama,
de não ir a lugar nenhum

Basta de não receber o que é meu
Basta de fazer contrariada
Basta de acordar de mau humor
Basta de não querer fazer mais nada